quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

COZINHA INDUSTRIAL - ACUSAÇÃO DE IRREGULARIDADE NO MEDIDOR - CANCELAMENTO.

Procurou-nos o responsável pelo comercio do ramo de alimentos (Cozinha Industrial), em janeiro de 2014, com cobrança de R$ 60.247,61, preço que foi corrigido em outubro último, por revisão tarifária (RES. HOM. ANEEL nº 1.810 de 21/10/2014, em 20,98%, corrigindo o valor cobrado para R$ 73.151,23, segundo, diferença de consumo de energia elétrica não registrada em razão de irregularidade no medidor de energia.
Foi verificado várias falhas no procedimento da inspeção, máxime, aos critérios adotados pela ANEEL, ao que baseados nas falhas, defesas foram realizadas, assim como, sustentação oral dos pontos conflitantes.
Após exaustivos debates e manifestações, a ARSESP - Agencia de Regulação dos Serviços Públicos do Est. de São Paulo acatou as argumentações apresentadas e CANCELOU a acusação e o montante pretendido pela CPFL Piratininga.
Valor cancelado: R$ 73.151,23 corrigido.
Nota: Os documentos reproduzidos são cópias fieis em poder do consumidor, e foram copiados com consentimento do consumidor.
A equipe SOLAR agradece a confiança ao serviço prestado.