quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Cancelamento de cobrança por acusação de irregularidade e Termo de Confissão de Dívidas.


Alex Bernardino procurou esta CONSULTORIA através da ACAEELBAS, em razão de uma cobrança que a CPFL Piratininga lhe apresentou, e que seria diferença de consumo de meses em que o medidor, supostamente estaria com adulteração, ao valor de R$ 7.412,09 em janeiro de 2013. Irresignado, procurou a agencia, que lhe encaminhou à terceirizada ENERGIA ATIVA, que por sua vez, em detrimento a informar-lhe do direito ao recurso administrativo, ameaçou-lhe de corte no fornecimento, salvo o pagamento do valor apresentado. Com medo, restou-lhe a assinatura do Termo de Confissão de Dívida majorado em 2% ao mês, e o valor para R$ 11.680,73 com a garantia da continuidade do fornecimento à unidade.
Após a assinatura, coube ao consumidor recorrer à ACAEELBAS, que nos contatou com a anuência do consumidor, para a elaboração e defesa dos interesses do consumidor ante a cobrança. No decorrer da análise foi considerado, tanto pela CPFL, como Serviço de Atendimento ao Usuário da ARSESP, que pelo fato da assinatura do TCD teria ocorrido a confissão sem nada a reclamar. Esta CONSULTORIA requereu a abertura do Processo Administrativo ao Conselho Consultivo da ARSESP, que acatou integralmente os argumentos apresentados e o CANCELAMENTO da IRREGULARIDADE por malogro de prova, assim como, o Nulidade do Termo assinado e parcelas lançadas.
A SOLAR Consultoria parabeniza o consumidor pela confiança e pelo resultado alcançado

Os documentos abaixo foram reproduzidos por autorização do consumidor da unidade em apresso.