quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

COBRANÇA POR IRREGULARIDADE REVERTIDA PARA DEFEITO COM REVISÃO DE VALORES.

Residência teve a entrada de energia inspecionada por colaboradores da ENERGIA ATIVA, que detectaram uso de imã de neodímio (super imã) o que, em tese, teria ocasionado danos no elemento frenador, sendo cobrado R$ 6.427,72 pela tarifa do dia, de diferenças de consumo do período de 11.2015 até 10.2018.
Não conformado com a acusação, o consumidor contatou a ACAEELBAS e a SOLAR CONSULTORIA que, após analisar o caso verificou que o medidor, em detrimento à irregularidade acusada, em verdade, o medidor se encontrava com defeito, que após defesas técnicas com as sustentações a este respeito, mesmo diante das negativas da Gerencia de Recuperação de Energia, Ouvidoria da distribuidora CPFL Piratininga e da Ouvidoria da ANEEL, em processo administrativo à ARSESP, com as prerrogativas aclaradas houve o entendimento da aceitação da sustentação apresentada, que demandou na retificação dos valores, sendo cobrado apenas três meses retroativos baseado pelo consumo imediatamente posterior à troca do medidor, sendo cobrado as faturas dos meses 08.2018 R$ 137,13, 09.2018 R$ 161,11 e 10.2018 R$ 333,28 no total de R$ 631,52, sendo excluído assim R$ 5.796,20.

A SOLAR CONSULTORIA agradece a confiança.

Os documentos foram publicados com autorização do consumidor